Festa: MANO LE TOUGH

> >

Festa: MANO LE TOUGH

* As entradas estarão à venda apenas na nossa bilheteira na noite do evento. Obrigado

* There are no advance tickets for this event. Tickets are available at the door. Thank you

MANO LE TOUGH

Nada a temer.
Mano Le Tough, o durão dos durões que afinal é um tipo sossegado amante da natureza, está de volta sensivelmente um ano após a sua última visita a terras de Santa Apolónia. É caso para dizer que da insistência, virá a glória. O irlandês, de nascimento Niall Mannion, traz com toda a certeza muitas novidades para desfiar ao seu público atento. Do estúdio, a última proposta é “Tempus”, EP que lançou na editora que ele próprio gere juntamente com Baikal e The Drifter, a Maeve. A faixa título não passa despercebida aos clubbers mais fiéis, presença assídua que foi e continua a ser nas malas dos heróis locais e internacionais que habitam este piso térreo semana após semana. E pode ela própria ser uma boa montra para o que Mano, o DJ, exercita na cabine: House futurista (ou House-folk como ele mesmo o define) repleto de melodia, sofisticação e detalhe para nos manter presos à pista de dança. Aos desatentos a descrição poderá soar pretensiosa, mas se dissermos que Dixon e Âme depositam nele a esperança para o futuro, dissipam-se quaisquer mal-entendidos.
Mais um regresso que tem sabor de recepção a um bom amigo que chega de viagem, pronto a contar-nos tudo o que viu e ouviu enquanto esteve fora. Todos os quilómetros entretanto acumulados na mala de discos vêm culminar em Lisboa. Sem medos.

\\\

Mano Le Tough, the toughest of the tough who is, after all, a quiet nature loving guy, is back roughly a year after his last visit.
We can say that from persistence, there shall be glory. The Irishman, born Niall Mannion, surely brings plenty of news to share with his loyal audience. From the studio, the latest offering is “Tempus”, an EP released on Maeve, the label he runs with Baikal and The Drifter. The title track doesn’t go unnoticed to dedicated clubbers, being an assiduous presence in the record bags of local and international heroes who play our ground floor week after week. And it can, in itself, be a good showcase for what Mano, the DJ, captains in the DJ booth: future House (or folkal House as he himself defines it) full of melody, sophistication and details which keep us going on the dancefloor. The description might sound pretentious, but if we say that Dixon and Âme trust him the future of the genre, any misunderstandings are cleared away.
This is a return that feels like welcoming back a good friend who was away on his travels, ready to tell us all about everything he’s seen and heard while he was away. Every kilometre meanwhile amassed by his record bag culminates here, in Lisbon. We, too, will be part of this story.

- Inês Duarte

Convidado: Erik Adofo-Mensah, Boris Kourtev, Tom Ackner, Federico Mello Breyner, Filipa Grenho, Philip Paust, Manel Ventura, Duarte Silva, Eric Henriques, Andre Mouzinho, Joana Antunes, Andre Croft De Moura, Gonçalo Raposo De Magalhães, Joao Machado Do Vale, José Tiago Ambrósio, Marcia Martins, Lucas Reis Soares, João Fidalgo Cardoso, Duarte Santos, Filipa Teixeira, An Recio mais »